Os Cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar os nossos serviços, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.

Início | Categorias | Guardadas

Comentários

Próxima Notícia Notícia Anterior

Joana Matos Frias recebe amanhã Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho


Cerimónia decorre pelas 15h00, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de Famalicão

A escritora Joana Matos Frias recebe amanhã, sexta-feira, 18 de outubro, pelas 15h00, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de famalicão, o Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho. O prémio será entregue pelo presidente da Associação Portuguesa de Escritores (APE), José Manuel Mendes, e pelo vereador da Cultura do municipio de Vila Nova de Famalicão, Leonel Rocha.

 

“O Murmúrio das Imagens”, publicado em março, em dois volumes, pela editora Afrontamento, valeu à autora o galardão atribuído pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e a Associação Portuguesa de Escritores (APE). A obra consiste num “estudo que visa apresentar uma ponderada reconstituição teórica desse complexo vínculo entre Poesia e Imagem”, pode ler-se na sinopse do livro. Através do cruzamento dos domínios elementares da retórica, da poética e da estética, este livro propõe “uma reflexão transdisciplinar que não se escusa mesmo a uma certa indisciplinaridade”, lê-se no mesmo texto.

 

Joana Matos Frias, professora auxiliar na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, tem publicado ensaios no campo da estética comparada, privilegiando as correlações entre a poesia, a pintura, a fotografia e o cinema.

 

Em 2001, venceu o Prémio de Ensaio Murilo Mendes, no Brasil, com o livro “O Erro de Hamlet: Poesia e Dialética em Murilo Mendes”, sobre o poeta do modernismo brasileiro, que se fixou em Lisboa, onde morreu em 1975.

A escritora é, ainda, autora de “Localização Dinâmica”, publicado em 2010, da coletânea de ensaios “Repto, Rapto”, de 2014, e de “Cinefilia e Cinefobia no Modernismo Português”, de 2015.

 

Joana Matos Frias pertence à Sociedade Portuguesa de Retórica e ao Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa, e integra, como investigadora, a rede internacional LyraCompoetics.

 

Refira-se que o Prémio Eduardo Prado Coelho já consagrou vários autores, desde 2010, como Vítor Aguiar e Silva, Manuel Gusmão, João Barrento, Rosa Maria Martelo, José Gil, Manuel Frias Martins, José Carlos Seabra Pereira, Isabel Cristina Rodrigues, Helder Macedo e agora Joana Matos Frias.




Partilhe

Partilhe esta notícia com os seus amigos!

Comente

0
Deixa AQUI a sua opinião como outros deixaram.
O comentário foi denunciado com sucesso
denunciou este comentário anteriormente