Os Cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar os nossos serviços, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.

Início | Categorias | Guardadas

Comentários

Próxima Notícia Notícia Anterior

LUÍS MIRANDA É O NOVO LÍDER DA JS DE FAMALICÃO


«Uma eleição muito participada e disputada, que contou com a participação de mais de 200 jovens»

Luís Miranda venceu as eleições para a liderança da Juventude Socialista (JS) de Famalicão, que decorreram no passado sábado, 2 de Novembro. Candidato pela lista A, arrecadou cerca de 60 por cento dos votos, derrotando a candidatura adversária encabeçada por Maria Duarte Mesquita.

Em nota de imprensa, enviada à nossa redação, o novo líder fala de “uma eleição muito participada e disputada, que contou com a participação de mais de 200 jovens”. Luís Miranda, natural da União de Freguesias de Antas e Abade Vermoim, congratula-se com o resultado e fala de uma “equipa competente, diversificada e transversal aos diversos pontos do concelho”.

O novo líder saúda e parabeniza a candidatura oposta, encabeçada pela Maria Mesquita, e na sua pessoa todos os camaradas que constituíram a sua candidatura, convicto de que “a JS Famalicão sai fortalecida com este confronto de ideias e posições”.

Dirigiu um agradecimento especial a Ricardo Dias, que agora termina o seu mandato, “pelo trabalho realizado ao longo do seu mandato”, e refere-se ao ex-líder como “um grande quadro da JS que deixa um enorme legado e um trabalho reconhecido por todos”.

Aos companheiros que constituem a Lista A e que agora são os novos órgãos da concelhia, Luís Miranda também endereçou “um agradecimento sentido por me terem confiado a vossa liderança e por terem comigo levado avante esta nossa candidatura”. “Esta vitória nunca será de uma só pessoa, mas sempre de uma grande equipa”, assegura.

Mostra-se ainda grato a todos os que se deslocaram às urnas e “exerceram o seu dever cívico, em particular, os que votaram em nós”, menciona.

Luís Miranda assegura que esta será “uma estrutura ativa e dinâmica, com uma voz permanente, inconformada e audaz”, acrescentando que a JS não se alheará do que a envolve, pugnando “pela implementação de políticas públicas locais que possam dar uma concreta resposta aos diversos problemas que assolam o nosso concelho e os jovens que nele habitam”. “Pautaremos sempre a nossa intervenção com os olhos postos numa juventude de causas e sem nunca descurar os valores de esquerda e de Abril que nos orientam”, conclui.




Partilhe

Partilhe esta notícia com os seus amigos!

Comente

0
Deixa AQUI a sua opinião como outros deixaram.
O comentário foi denunciado com sucesso
denunciou este comentário anteriormente