Os Cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador. Ao utilizar os nossos serviços, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.

Início | Categorias | Guardadas

Comentários

Próxima Notícia Notícia Anterior

UMA GERAÇÃO PARA FAMALICÃO

JOSÉ MIGUEL SILVA


Presidente da Juventude Popular


Caros famalicenses e amigos,

Escrevo-vos hoje para poder dar-vos a conhecer o trabalho que a Juventude Popular de Vila Nova de Famalicão desenvolveu durante o ano de 2019.

Acredito que na política a proximidade com as pessoas é um factor essencial, mas acredito mais ainda que é fundamental que os partidos políticos bem como as juventudes partidárias se habituem a prestar contas á sociedade sobre aquilo que tem desenvolvido e feito em prol do bem comum.

Assim, aqui vai.

No dia 5 de Janeiro de 2019, anunciei a minha recandidatura á presidência da Juventude Popular de Famalicão num conselho distrital ao qual presidi, estabelecendo como prioridades a renovação da equipa, a credibilização da JP na sociedade civil Famalicense, a acção social e a implantação da JP a nível concelhio.

Nessa altura, o mote da candidatura foi precisamente o mesmo que hoje serve de titulo a este artigo, “Uma Geração para Famalicão”.

Dessa forma, os militantes da JP entenderam reconduzir-me (tendo sido candidato único, mais uma vez.).

Fui eleito conjuntamente com  4 Vice-Presidentes – Francisco Alves, presidente do núcleo do Louro e que acumulará neste mandato a responsabilidade pelos núcleos locais, Francisco Pereira, Inês Gomes e Francisco Miguel Costa, o Secretário-geral Pedro Romano Azevedo, e  como vogais foram eleitos Afonso Mesquita, César Couto, Tiago Gomes, Adriana Santos bem como Carolina Freitas, João Paulo Ferreira, Joana Fernandes, Eduardo Ribeiro e José Fernandes, que se estrearam numa comissão política da JP.

A partir daí demos seguimento áquilo que tinha sido realizado no mandato anterior, sendo iniciativas conjuntas com juntas de freguesia, ou com outras instituições destacando aqui as mais importantes:

O nosso núcleo do Louro procedeu á limpeza do apeadeiro de comboios da sua freguesia, tentando alias mais tarde a própria junta de freguesia receber frutos deste trabalho.

Conjuntamente com a Associação de Moradores das Lameiras enviamos roupa para Moçambique de forma a ajudar um país irmão a ultrapassar uma catástrofe que tinha sofrido.

Abrimos as portas á sociedade civil e aos jovens famalicenses numa iniciativa na nossa sede de forma a que os jovens pudessem conhecer o nosso trabalho.

Estivemos mediante a nossa disponibilidade presentes na campanha do Dr. Nuno Melo ás eleições Europeias, sendo este uma referência para toda a nossa equipa.

Tomamos posse ainda no jantar de lançamento da campanha do CDS a estas eleições num jantar que contou com cerca de 600 pessoas.

Iniciamos o Roteiro Empresarial onde estamos a percorrer as empresas famalicenses para melhor percebermos a realidade concelhia dos nossos empresários.

Reunimos com a Sra Vereadora da Juventude da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão para lhe mostrarmos a nossa preocupação com a sobrelotação dos espaços públicos de estudo no concelho bem como estivemos presentes em todos os Conselhos Municipais da Juventude.

Integramos a lista de candidatos a deputados do CDS pelo Círculo Eleitoral de Braga, tendo sido a nossa dirigente Carolina Freitas o nº6 desta lista.

O núcleo do Louro organizou um concerto na sua freguesia, de forma a demonstrar a veia cultural da Juventude Popular.

No dia 24 de Dezembro fomos ás 3 corporações de Bombeiros do concelho bem como á Cruz Vermelha de Ribeirão desejar um bom Natal a todos os que nessa noite não estiveram com as suas famílias para estar ao serviço da comunidade.

Em suma, foi este o nosso contributo em 2019 á comunidade famalicense.

Tentamos aproximar a nossa juventude partidária dos jovens concelhios bem como de toda a sociedade civil.

 

Em suma, durante este ano que passou não conseguimos obviamente fazer tudo aquilo que queríamos, mas acreditamos que ainda temos muita estrada para andar, e desse modo tentaremos este ano, apesar das notórias dificuldades fazer o que não foi feito em 2019.

Com mais militantes, interessados, atentos ao que se passa na sociedade e que a sociedade reconhece tal e qual aconteceu em 2019.

A terminar, e sobre o tema do momento, o Covid-19 e porque não é (ainda) tempo de julgamentos políticos deixar apenas uma palavra de apreço e de gratidão aos empresários famalicenses que por iniciativa própria decidiram na semana passada fechar os seus próprios estabelecimentos comerciais, em prejuízo próprio mas para segurança de todos, bem como a toda a sociedade famalicense que tem sido um exemplo neste combate contra um inimigo invisível, em especial aos mais jovens que têm cumprido escrupulosamente todas as directivas impostas pela DGS, alguns de nós muito mais cedo do que as próprias autoridades aconselharam.

O tempo é de união nacional e para isso é importante que cada um faça a sua parte.

Por favor fique em casa!

Contem connosco, para o que der e vier.




Partilhe

Partilhe esta notícia com os seus amigos!

Comente

0
Deixa AQUI a sua opinião como outros deixaram.

Mais Notícias

Não existem atualmente notícias da mesma categoria
O comentário foi denunciado com sucesso
denunciou este comentário anteriormente